“Antes morrer do que pecar”

SCR_2216“Antes morrer do que pecar”, dizia São Domingos Sávio. De fato, o perecer físico não tem nenhuma comparação com a morte eterna daqueles que saem desta vida em estado de pecado. Para aqueles que, entretanto, vivem na graça de Deus, a morte física é uma verdadeira libertação.
“Vigiai e orai para que não entreis em tentação” (Mt 26,41), afirma Nosso Senhor. Se desejarmos viver sem pecado faz-se necessária a oração. É por meio dela que obteremos de Deus as forças espirituais que necessitamos para uma tão árdua finalidade.
Todavia, Nosso Senhor põe a vigilância antes da oração. Qual é a razão disso? Vigiar significa estar atento ao que acontece ao nosso redor, ao que também sucede em nosso interior, a fim de que não nos deixemos conduzir pelas insídias de satanás, pelas más tendências de nossa sensibilidade concupiscente, pelas ilusões sedutoras do mundo. Se não procurarmos permanecer continuamente acesos nesse estado de vigilância, estaremos correndo o grande risco de vir a soçobrar, por mais que sejamos pessoas de oração.
Por conseguinte, a oração fundamentada numa tal vigilância será a nossa grande garantia de nos mantermos estáveis na graça de Deus e, mais do que isso, a fim de que nela progridamos, para que um dia realmente alcancemos a sublime graça da vida verdadeira, daquele sagrado convívio eterno com a Santíssima Trindade.

* * *

Um abençoado momento de oração e manifestação pública de fé realizou-se na noite de sábado, 23 de abril de 2016, na Paróquia São Domingos Sávio, localizada na cidade satélite de Riacho Fundo – DF, com a procissão luminosa.
Com efeito, esse ato devocional iniciou-se após a Santa Missa noturna na igreja matriz, dirigindo-se até à Capela Santo Anjo da Guarda.
Todos dele participaram com muita alegria, cantando, bradando e rezando o Terço. A imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima foi conduzida num bem ornamentado no centro da procissão, transportado pelos homens.
Confira as fotos no presente post.

Este slideshow necessita de JavaScript.