Uma exortação à vigilância: nisso se poderia resumir tanto a liturgia do 1º Domingo do Advento. É nada mais nada menos que a vigilância a nota tônica de um ano que se encerra e de outro que se inicia.

No que consiste esta vigilância? O que significa vigiar? Lembremo-nos de que antes de ir para o Horto das Oliveiras a fim de sofrer sua agonia antes da Paixão, Jesus dizia a seus discípulos: “Vigiai e orai” (Mt 26, 41).

Vigiar e orar, esta deve ser a atitude constante de um verdadeiro cristão. Por que vigiar? Por que orar?

Vigiar significa estar atento. Em que devemos depositar nossa atenção? Realmente, temos uma alma para salvar e muitos e ferozes inimigos a combater. Tais inimigos muitas vezes agem sorrateiramente e, quando menos percebemos, já tomaram posse de nossa vida espiritual, já nos arrastaram ao pecado. Vigiar, portanto, significa estar continuamente atentos para que tais inimigos não triunfem sobre nós.

Vigiar, também, significa estarmos atentos aos sinais dos tempos. Jesus fala de catástrofes naturais e guerras entre as nações. Para cada um de nós em nossa vida pessoal, significa estarmos atentos aos sinais que nos apresenta nossa vida atual: o tempo que passa, os anos que se esvaem, as tribulações, doenças, angústias, dificuldades de convívio que surgem muitas vezes de um modo inopinado; não serão eles sinais de que o tempo de Deus está próximo? Ou ao menos não alertarão tais sinais que não devemos mudar algo em nossa vida para nos tornarmos mais conformes ao desígnio de Deus?

Por que orar? Qual a finalidade da oração? Ora, é através da oração que obteremos de Deus, por intermédio de Maria, as graças, os dons para nos mantermos a Ele inteiramente fiéis. Se nos sentirmos fracos diante de tantos inimigos de nossa salvação, se percebermos que o mundo está caindo num abismo que aparentemente prenuncia os fins dos tempos, se notarmos, também, que em nossas vidas há muitos sinais de Deus que preludiam a sua aproximação como Justo Juiz, não nos desesperemos. Juntemos nossas mãos e invoquemos com toda a confiança a Mãe de Misericórdia, a fim de que Ela nos obtenha a participação em sua própria fidelidade a Deus Nosso Senhor, para que estejamos prontos para o dia em que Jesus chegar.

 

*         *         *

 

Para iniciar liturgicamente o ano de 2019, a Cavalaria de Maria encerrou mais uma semana de Missões Marianas. Entre os dias 26 de novembro e 02 de dezembro do presente ano, as atividades evangelizadoras aconteceram na Paróquia Senhor Bom Jesus em Cruzeiro – SP. Foi o Revmo. Pe. Murilo Sérgio Carvalho Pereira, que instou a esta unidade missionária dos Arautos do Evangelho a visitar os lares e órgãos públicos do seu território paroquial.

Abertura das Missões

Procissão luminosa

A imagem de Nossa Senhora de Fátima percorreu muitas ruas da cidade levando conforto e paz a diversas famílias.

Algumas vistas

Neste post vêm publicadas as fotografias da abertura das Missões, das Santas Missas, às adorações e bênçãos do Santíssimo Sacramento, bênçãos e imposições de escapulários de Nossa Senhora do Carmo, Procissão luminosa e a Missa de encerramento das Missões.

Missa de encerramento