No Presépio, o Sinal de Contradição

Jesus Cristo veio ao mundo para ser sinal de contradição. Eis porque comentava para seus jovens discípulos, o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira: “Na Noite Feliz os Anjos cantaram ‘Glória a Deus no mais alto dos Céus, e na Terra paz aos homens de boa vontade’ (Lc 2, 14). Sim, aos homens de boa vontade. Porém, já havia também sob a abóbada celeste, homens de má vontade” (Revista Dr. Plinio, n. 261, Dez 2019, pg. 4)

Com efeito, foram esses homens de “má vontade” que tramaram a Crucifixão e Morte de nosso Salvador; os que, inclusive eram os mais chamados a seguir Jesus e glorificar Seu Nome.

Nos dias atuais, não estarão as forças do mal mais uma vez se aparelhando para mover contra o Corpo Místico de Cristo, a Santa Igreja Católica, a mais dura perseguição que já houve na história? Não será por que seus sublimes ensinamentos constituam um sinal de contradição para a mentalidade do homem moderno?

Entretanto, ao analisar com o coração cheio de ternura uma digna representação do Presépio de Belém, as autênticas almas de boa vontade deverão ter seus corações  pervadidos da mais profunda confiança, visto que Aquele mesmo Menino, depois de trinta anos, iria fazer a seguinte promessa para a Santa Igreja que nasceria: ”as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16, 18).

 

UM FELIZ E SANTO NATAL!!!